Entrega para todo o Brasil
Compra Segura
Suporte Online
Meu Carrinho

Monthly Archives: November 2018

  1. Overnight oats , a nova tendência no café da manhã

    Esses lanchinhos de aveia são bem práticos, além de serem uma opção muito saudável para o seu dia.

    A montagem deve acontecer durante a noite para ser saboreada no dia seguinte como café da manhã ou até mesmo como lanche intermediário entre as refeições, já que, ao passar a noite na geladeira, os ingredientes amolecem e ganham mais sabor.
    Mesmo a opção original sendo preparada com aveia, você pode inovar no uso de cereais como linhaça, quinoa, entre outros. As frutas também podem ser variadas, assim, você não cai na rotina e ainda pode saborear sempre algo com gostinho novo. 
    Continus Reading »
  2. Tapioca , Uma opção saudável na sua dieta

    "Queridinha" das dietas nutricionais, ela é uma alternativa saudável para compor os cardápios de café da manhã ou um delicioso brunch, e, até mesmo lanches da tarde e da noite, com diversas possibilidades de composições e combinações!

    Feita à base de mandioca, a tapioca conquistou o Brasil nos últimos anos. Embora fosse mais comum nas regiões norte e nordeste do país, a era da alimentação saudável cedeu aos encantos do alimento, trazendo-a para o nosso dia a dia e fazendo dela uma ótima opção para substituir o pão. Segundo a nutricionista Paola Lisboa, a tapioca é benéfica para o nosso organismo, desde que seja ingerida de forma moderada e com acompanhamentos naturais e nutritivos:

    "A tapioca é benéfica para o organismo por não conter glúten, que nada mais é que a proteína do trigo e essa é infamatória para o organismo. A recomendação de consumo é que não se passe de uma porção por dia, e deve se usar a goma da tapioca, no máximo 3 colheres de sopa. Uma dica é sempre adicionar uma fonte de fibras na massa e uma fonte de gordura boa no recheio", explica a profissional.

    Continus Reading »
  3. Dieta low carb : Como funciona

    Com uma redução, e com a melhora na qualidade do que será consumido, a pessoa conseguirá não só um bom resultado, mas também uma reeducação de hábitos alimentares.

    Além disso, este método defende que seja priorizado o consumo de carboidratos de baixo índice glicêmico, aqueles cuja glicose (açúcar) é absorvida em uma velocidade mais lenta e por isso não há picos de glicose e nem de insulina no organismo. São exemplos de alimentos de baixo IG a batata doce e o arroz integral.

    Não são todas as verduras e legumes que são low carb. Sendo que as principais que se caracterizam pela baixa quantidade de carboidratos são: abobrinha, brócolis, couve-flor, acelga, cogumelos, aipo, tomate cereja, couve, agrião, pimentão, aspargos, abobrinha, berinjela, espinafre, pepino, cebola, chuchu, vagem, rúcula, escarola, alho-poró, aipo e alface.

    Abóbora e batata doce podem parecer low carb, mas não são. Isto porque apesar de contar com um baixo índice glicêmico, ou seja, os açúcares entram aos poucos no organismo, eles têm alta carga glicêmica, ou seja, muitos carboidratos.

    Os alimentos ricos em proteínas como carnes, peixes, ovos, leite e derivados, soja e quinoa, também são low carb. As proteínas são nutrientes importantes ao organismo, uma vez que fornecem ao nosso corpo aminoácidos, estes são importantes para funções estruturais, motoras e metabólicas, e são componentes essenciais dos músculos e da formação de colágeno. Além disso, as proteínas auxiliam na produção de hormônios, enzimas e na regulação das funções imunológicas (células imunes). Os alimentos mais ricos em proteínas e que apresentam todos os aminoácidos essenciais são os de origem animal como peixes, aves, carne bovina, ovos e laticínios. Devemos dar preferência às proteínas mais magras como peixes e aves sem pele, carnes magras como patinho, filé mignon, alcatra, leites desnatados e queijos brancos.

    Nem todas as frutas são low carb, isto porque elas contam com frutose, uma fonte de carboidrato. Certas frutas podem conter grande quantidade de frutose. Em alguns casos, a forma de consumo das frutas pode reduzir a velocidade com que essa fonte de carboidrato irá entrar no organismo. Para melhorar isso, elas devem ser sempre consumidas com uma fonte de fibras, uma semente como a chia, por exemplo, ou as que podem ser consumidas com o bagaço como a mexerica ou laranja. As principais frutas low carb são: abacate, morango, pêssego, melão e coco.

    Muitos alimentos ricos em gorduras também possuem pouca quantidade de carboidratos. Contudo, somente alguns deles são opções saudáveis de low carbs. Azeite, oleaginosas e abacate são gorduras consideradas mais saudáveis, tratam-se das gorduras insaturadas. Estudos mostram que o consumo destes alimentos é benéfico para a prevenção de doenças cardiovasculares e derrames. Esse tipo de gordura poderia aumentar os níveis de HDL e diminuir o LDL colesterol, diminuindo risco de infartos ou aterosclerose.

    Continus Reading »